Recém-chegados: A primeira semana do filhote em casa

Ansiedade e vontade de fazer de tudo para que o dog se adapte ao novo lar é o que resume a sua primeira semana em casa. Mas, vale lembrar que como todo processo, é preciso um pouquinho de paciência. Montamos este post com algumas dicas, de acordo com nossas experiências pessoais, para te ajudar neste momento! Você está mesmo pronto para receber um dog?*

O choro da separação

Quando o dog ainda é filhote, a separação da mãe e dos irmãos pode ser um pouco dolorosa nos primeiros dias. O pequeno tem tendência a chorar de noite e talvez demore um pouco a se acostumar com a dinâmica da nova casa. A solução é ter calma, principalmente se você é uma “mãe” ou “pai” de primeira viagem. Alguns dogs choram bastante – como se fossem bebês. Tente conversar com eles, brincar e dar bichinhos para fazer “companhia”. Um truque que tentamos foi deixar um relógio próximo, pois dizem que o soar do tic-tac lembra as batidas do coração da mãe. Ajudou um pouco, mas o que mais funcionou foi conversar e brincar para gastar energia antes de dormir.

Gif

Xixi e cocô no lugar certo

Outro ponto que pode ser cansativo, é ensinar a fazer as necessidades no lugar correto. Para alguns, essa tarefa é bem difícil. Existem alguns produtos no mercado que podem ajudar, como sprays educativos e as “fraldinhas” de forrar o chão (melhor invenção). Em casa, sofremos bastante para ensinar a Chibi. O que mais funcionou foi falar com uma voz “meio brava” quando ela fazia no lugar errado, ou até carregá-la para o local certo, quando ela começava onde não devia. Com a Baby, foi mais tranquilo, ela se adaptou muito bem a fazer num jornal que deixávamos no quintal.

No caso da Zeldinha, a Tass percebeu que ela tinha uma rotina e foi fácil encontrar a técnica certa para educar: “de manhã, todos os dias, como ela dormia no meu quarto, eu corria com ela no colo pro lugar de fazer xixi – pois eu sabia que todos os dias, assim que ela acordava, ela fazia xixi.

Eu também ficava de olho quando ela comia, porque filhote faz digestão super rápido. Daí, quando ela começava a cheirar o chão, eu a carregava até o tapetinho higiênico. Nunca precisei dar bronca. Mas, isso só foi possível porque eu trabalhava em casa e passava o dia com ela”.

Gif

Ração

Este também é um ponto importante. Alguns filhotes podem demorar um pouco mais para se adaptar. Tente diferentes tipos de marcas ou alternar texturas – como ração molhada, por exemplo. Existe também a alternativa de alimentação natural, que exige mais dedicação, mas pode ser bem mais saudável. Vale pesquisar e permitir que seu filhote “deguste” e encontre o que mais agrada.

Gif

Vacinas e vermífugo

Alguns dogs já estão vermifugados antes de vir para casa, mas nem sempre é assim. Se você não tem certeza se o dog tomou vacinas e vermífugo, é necessário levar ao veterinário para que ele o examine e informe os procedimentos corretos. Um fato importante sobre vermífugo: depois de administrar o medicamento, o dog pode expelir os vermes pelas fezes – não é algo muito bonito (parece macarrão), mas não se preocupe, é absolutamente normal!

Gif

Pode passear?

Depois de seguir a dica acima, sim! Profissionais recomendam que o dog só saia na rua após ter tomado todas as vacinas e após ter sido vermifugado.

Gif

Móveis, roupas e sapatos mordidos

Aparentemente, este problema tem relação com o início da dentição. Tente oferecer brinquedos específicos de morder. Se ele costuma pegar peças de roupa ou sapatos seus, pode ser que ele queira algo com o seu cheiro. Uma boa ideia é comprar brinquedos no petshop e tentar deixar junto com coisas suas por um tempo, antes de dar para o dog brincar. Outra solução interessante, são brinquedos que possuem um compartimento para esconder alimentos, que são ótimas alternativas para o dog brincar de morder e gastar bastante energia.

Gif

E se eu já tiver outro dog?

Sim, é possível que seu outro dog sinta muito ciúme, e que existam brigas. O ideal seria “apresentar” os dogs aos poucos, tentar fazer com que o primeiro encontro seja fora de casa… mas, quase nunca é possível. Por isso, acho que o fundamental é tentar manter um clima tranquilo entre eles e sempre supervisioná-los caso comecem a brigar. Em teoria, o filhote está invadindo um território que já era do outro dog, e vai levar um tempo para eles ficarem amigos.

Gif

E você, tem alguma experiência que gostaria de compartilhar com a gente?

Fotografia no topo: Richard Stowey

*Essas dicas foram pensadas para ajudar quem acabou de receber um dog em casa ou para quem está pensando em ter um dog. 4dogs defende a posse responsável, e tem como um de seus principais objetivos trazer informações que ajudem esta causa.

Um comentário sobre “Recém-chegados: A primeira semana do filhote em casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *