Lambeijos contra o câncer

Que eles deixam qualquer casa mais alegre, você já sabe. Mas essa alegria pode ir ainda mais longe. Hoje, em homenagem ao Dia Mundial de Combate ao Câncer, queremos relembrar histórias com finais felizes, já que elas existem e devem nos inspirar todos os dias a acreditar no melhor.

Não é só com o bom humor que eles fazem bem e podem ajudar com as nossas doenças. Maureen Burns, uma senhora de 64 anos, conta que tinha um pequeno nódulo no seio que não trazia grande preocupações, pois sua mamografia estava sempre OK. Certo dia, Max, um dog super atencioso, encostou no seio da dona e no mesmo instante ficou inquieto demonstrando um certo desespero. Sua tutora, decidiu acreditar no que Max demonstrava e foi ao médico em busca de uma biópsia. Essa história termina com o diagnóstico do cachorro correto e Maureen recuperada após a retirada do tumor <3

Maureen conta que Max “farejou” o cancer

A certeza de que os cachorros podem auxiliar em várias doenças deu origem à Cinoterapia, uma abordagem terapêutica em que os cães são co-terapeutas (!) e, segundo a fisioterapeuta Janaina Melo, que trabalha com um projeto em Cascavel (PR), “o cão não influencia diretamente na melhora física do paciente, mas ele atua na motivação da execução da terapia”. Incrível, né?

Em Fortaleza (CE), a Associação Peter Pan os dogs também são parte essencial para a recuperação de crianças com cancer – a presença deles deixa os pacientes mais afetuosos, pois estimula a socialização e desperta o sentimento de segurança. Os cães “terapeutas” são adestrados desde filhotes para realizar o tratamento, pois precisam ser extremamente dóceis e não podem se assustar facilmente.

Essas histórias são exemplos que deixam muito mais claro como eles podem fazer qualquer pessoa mais feliz (e vice versa). Nós, que somos tutores de dogs já temos um exemplo desse bem que eles nos fazem todos os dias, né?


Fotografia no topo: Noël Zia LeeFontes: Daily mailO PovoPlaneta dos filhotes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *